Onboarding de novos funcionários: fazendo a diferença na integração

Onboarding de novos funcionários: fazendo a diferença na integração

Realizar o onboarding de novos funcionários é fundamental para a real integração de um profissional à cultura da empresa em questão. Após a contratação e aproveitando a motivação do colaborador, é nesse momento que a equipe de recursos humanos tem que dar todos os direcionamentos sobre sua função na empresa e também certa tranquilidade para que ele entre no ritmo ideal de trabalho.

Pensando na importância de se realizar o onboarding de novos funcionários, nós da YAAP preparamos um artigo que traz mais detalhes sobre como realizar esse processo de uma maneira mais eficiente e assertiva. Confira nas linhas abaixo.

O que é onboarding?

Onboarding é o nome dado ao primeiro processo de integração que determinado profissional recebe ao entrar em uma empresa. Após a contratação, a equipe de recursos humanos prepara uma apresentação que contextualiza praticamente tudo e todos os processos da empresa em questão, fazendo com que o profissional tenha um primeiro contato com as áreas em que vai atuar.

Com esse processo, o tempo no qual o colaborador leva para atingir todo seu potencial dentro da empresa é reduzido drasticamente, já que ele será integrado e treinado de forma contínua nas primeiras semanas/meses na nova empresa. Por meio do onboarding é possível motivar o profissional desde seu primeiro dia na empresa, sendo uma das estratégias cruciais para a gestão de pessoas

Durante esse processo é essencial que o responsável integre-o à cultura, missão, visão, valores, objetivos e processos da empresa, além de indicar quais são as principais ferramentas que ele vai usar e apresentá-lo ao time. É nesse momento também que há o alinhamento de expectativas e o fortalecimento do relacionamento e confiança entre empresa e colaborador, além de esclarecer algumas dúvidas iniciais.

Qual sua importância?

Realizar o processo de onboarding na sua empresa é importante para uma série de aspectos relacionados ao bem estar do profissional. Essa prática é uma das que mais motivam, já que o colaborador se sente acolhido pela empresa em seus primeiros dias de trabalho. Além disso, essa prática é importante também para reter talentos na sua empresa, por isso, é importante que seu negócio tenha benefícios atrativos aos profissionais e até mesmo bonificações por desempenho.

Por outro lado, como dito anteriormente, esse processo aumenta o engajamento e a produtividade dos profissionais sobre o trabalho a ser feito. Isso afeta diretamente nos lucros da empresa e no crescimento do negócio de modo mais acelerado. No geral, o onboarding de novos funcionários também é ideal para que o índice de turnover da empresa não aumente e se estabilize, já que um profissional devidamente integrado e contente não deve buscar por outra oportunidade no mercado.

Como fazer o onboarding de novos funcionários

O primeiro passo para se fazer o onboarding de novos funcionários é deixar tudo claro ao profissional na hora da contratação. Salário, benefícios, horário de trabalho e etc, tudo isso é importantíssimo que fique pré-estabelecido antes do profissional começar, de fato, a colaborar com a empresa em questão. O próximo passo é começar a integrar o profissional fazendo com que ele saiba o que é esperado que ele realmente faça e quais são os objetivos a longo prazo que todo o time deve conquistar com sua ajuda.

Além disso, selecione uma série de treinamentos específicos que realmente podem ser úteis para o funcionário de modo que ele possa se adequar logo na primeira semana de trabalho. Nesse processo, é importante também que um profissional da área que já atua a um certo tempo na empresa possa participar. Dessa forma, a integração é ainda maior, já que o profissional será seu futuro colega de trabalho em busca dos mesmos objetivos, diferente do RH que toma conta de uma outra área da empresa.

Outra parte importante é integrar o novo colaborador nos eventos que fazem parte da rotina da empresa, como coffee breaks, happy hour, reuniões de planejamento e estratégia e até mesmo reuniões de review. Dessa forma, mesmo que ele ainda não esteja fazendo parte dos resultados, o profissional já começa a entrar no ritmo dos demais e já sabe onde estão os pontos fortes e pontos fracos da empresa na qual ele começará seu trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *