Como e porque fazer uma pesquisa de clima organizacional?

Como e porque fazer uma pesquisa de clima organizacional?

Realizar uma pesquisa de clima organizacional é um importante passo para conhecer o que os colaboradores pensam sobre a empresa. Isso porque, essa pesquisa consegue trazer resultados sobre o que cada profissional pensa e permite à liderança da empresa alinhar as expectativas entre cada um e os adequar para um melhor caminho.

De acordo com uma pesquisa da Universidade da Califórnia, profissionais contentes podem ser até 31% mais produtivos, além disso, eles podem ser também até três vezes mais criativos. Esses números comprovam o poder que uma pesquisa de clima organizacional tem em uma empresa.

Buscando te ajudar, nós da YAAP preparamos um artigo que traz mais detalhes sobre essa pesquisa, quais os motivos para você implementá-la e como fazer isso. Confira a seguir.

O que é uma Pesquisa de Clima?

A pesquisa de clima organizacional é uma importante ferramenta que as empresas utilizam para implementar ações que possam garantir que o ambiente de trabalho seja motivador aos colaboradores. Dessa forma, a empresa consegue mensurar onde estão os pontos fracos e também o que fazer para aumentar o desempenho da equipe sobre o que precisa ser feito no dia a dia de cada um.

Para que a pesquisa de clima organizacional tenha efeito, é importante que ela seja minuciosamente analisada pelos responsáveis e que sejam traçados planos de ação para corrigir alguns gaps e manter as expectativas dos colaboradores alinhadas às condições da empresa. 

Por que implementar?

Para realizarmos esse tipo de pesquisa, precisamos ter em mente que o sentimento de cada funcionário em relação ao ambiente de trabalho traz sérias consequências a fatores ligados ao lucro da empresa, produtividade e ao seu índice de turnover. Além disso, é válido lembrar que ela ajuda a identificar ações que estão em vigor na empresa e que não fazem sentido existirem, principalmente se a rejeição encontrada na pesquisa for bem alta.

A partir desses dados é possível identificar onde estão os problemas e o que precisa ser feito, de fato, para melhorar esses índices. Se o índice de desligamentos da empresa está alto, além da perda de tempo em treinar uma pessoa que não fica na empresa, há ainda a perda de tempo no processo seletivo e gastos referentes a essa contratação e rescisão. 

Como implementar?

Com a pesquisa de clima, é possível identificar os fatores que causam insatisfação em seus colaboradores e tratá-las, a fim de minimizar essa rotatividade e poupar tempo e dinheiro, além, é claro, do aumento da produtividade que vem atrelada à felicidade no ambiente de trabalho. 

Antes de tudo ser feito é necessário que seja formada uma equipe de responsáveis pela definição do planejamento da pesquisa, tendo o setor de recursos humanos como um dos pilares. Esse time vai ser o responsável por definir toda a parte estratégica como quem será o responsável por aplicar, como os resultados serão divulgados, com que frequência será feita e qual o objetivo da pesquisa.

Após essa etapa, devem ser definidas as perguntas de acordo com os objetivos que definiram, lembrando que é recomendado que as respostas sejam alternativas e exista um campo para caso a pessoa queira discorrer sobre o tema abordado. 

Dentro da pesquisa alguns pontos são os mais importantes e precisam ser analisados com prioridade: cooperação, conflito, desafio, estrutura, identidade, padrões, responsabilidade, recompensa e relacionamento. É importante ter em mente que essas perguntas devem nos fornecer respostas capazes de mensurar não somente o que está implícito nela, mas também nos apontar qual o sentimento do colaborador em relação ao ponto abordado e considerar tais fatores no momento de formular as questões pode auxiliar a como descobrir quais respostas nos darão um norte para causar mudanças que vão impactar positivamente na percepção do colaborador. 

O terceiro passo é definir o tempo de aplicação dessa pesquisa, levando em consideração quantas questões foram adicionadas ao formulário, a quantidade de alternativas para resposta e pensando também que cada pessoa tem um tempo para interpretar a questão e conseguir respondê-la. 

Por último, os dados dessa pesquisa devem ser tabulados e discutidos pelo comitê, para que analisem ponto a ponto e desenvolvam um plano de ação para corrigir os gaps apresentados. Não podemos esquecer de que esses dados precisam ser passados aos colaboradores, juntamente com o plano de ação desenvolvido para que eles saibam que a pesquisa é utilizada, analisada, que eles possuem voz ativa e que a opinião deles é valorizada dentro da empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *